Altos encargos trabalhistas, impostos e dificuldades na gestão são os principais fatores que fazem vários setores da economia optar pela terceirização no setor de logística. “Nos 14 anos de atuação, nunca tivemos uma ação trabalhista direta ou envolvendo  nossos clientes atendidos, destacou Cristina Monteiro, diretora-executiva da Produslog, durante o 2º Workshop sobre Terceirização na Logística, na última sexta-feira, 9 de agosto de 2019, no auditório da GS1 Brasil, em São Paulo.

As advogadas Andrea Gonçalves e Verginia Gimenes, especialistas em terceirização e Direito do Trabalho, destacaram que atualmente as empresas têm mais segurança na contratação de serviços terceirizados em relação às atividades. Antes, disseram, não existia uma definição, mas somente um conjunto de decisões que servia de exemplo para os serviços de terceirização. “Com a nova lei,  está autorizada a terceirização de serviços no que se refere a atividades meio e fim, além de várias jurisprudências trazendo mais segurança e clareza para as empresas que contratam e terceirizam serviços, especialmente os de  logística”, explicaram as advogadas, que, concluíram: a nova lei ajudou a definir as atividades e a compreensão  do que efetivamente  se pretende terceirizar.

A diretora-executiva Cristina Monteiro  explicou que atualmente possui 60 funcionários atuando em várias funções em diversos clientes como controle de estoque e  armazenagem, movimentação interna, picking e packing, qualidade, inventário, carregamento e descarregamento, entre outras. “Todos eles são responsáveis pela checagem e avaliação da qualidade de 3 milhões de peças e produtos em centros de distribuição de diversas empresas que contrataram o nosso serviço de terceirização”, explicou ela.

Com a vigência da Lei da Terceirização (13.429/17)  houve um melhor entendimento sobre como agir nos serviços terceirizados nas diferentes áreas de atuação. “Nos últimos meses, fechei dois grandes contratos de terceirização, nas áreas industrial e construção civil. Com isso, até o final do ano, pretendo contratar mais 40 funcionários.

O que faz a Produslog?

A Produslog realiza,  para setor de logística,  a busca e contratação rápida de profissionais operacionais, com contrato protegido juridicamente. As empresas tomadoras desses serviços calculam que a economia com a terceirização chega a 40%.

Quem contrata funcionários terceirizados nota neles comprometimento maior com o trabalho, “não apenas pelo desejo de efetivação, mas isso também em consequência do trabalho feito pela empresa que oferta o trabalho temporário”, comentou a empresária.

Segundo Cristina Monteiro, o diferencial da empresa é conhecer a operação logística do cliente, acompanhar sua implantação com gestão atuante, e, assim, ficar conectado ao negócio para desenvolver as atividades de rotina da companhia. Mais informações: www.produslog.com.br

Fonte: Abralog